DEMONSTRAÇÃO AO VIVO DO NOVO SISTEMA AVSYS NO ÚLTIMO CONGRESSO DA AVACI

O novo sistema operacional, já ativo em vários países da América Latina para a declaração de obra, arrecadação e distribuição, foi apresentado ao vivo no 1° Congresso Anual da AVACI

Na sexta-feira passada, dia 9 de junho, durante o Primeiro Congresso da AVACI –Autores Audiovisuais Confederação Internacional–, Daniel Di Napoli, Diretor de Sistemas da DAC –Diretores Argentinos Cinematográficos– e desenvolvedor do novo Sistema Operacional AVSYS, fez uma apresentação ao vivo, através da plataforma Zoom, com tradução simultânea para seis idiomas. Este sistema será distribuído internacionalmente, de maneira gratuita, pela AVACI para impulsionar a integração das obras no âmbito mundial, pelo cadastramento local de uma base de dados de Autores Audiovisuais e de suas obras no mundo inteiro, centralizar a informação sobre a arrecadação, identificar Autores Audiovisuais e a quais sociedades pertencem, e visualizar suas obras, entre outras funções. Ao mesmo tempo, o sistema está disponível em inglês, espanhol, francês, português, hindi, coreano, russo, japonês e chino mandarim.


Compartilhando sua tela com todos os participantes, Di Napoli definiu a AVSYS como “um sistema integrado que possibilita a todas as sociedades gerir os direitos de autor” e também esclareceu que o desenvolvimento das ferramentas foi realizado de acordo com as recomendações técnicas publicadas pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI).


As funções principais deste sistema operacional, explicou Di Napoli, ao a gestão de repertórios, o processamento e identificação das emissões das obras audiovisuais na televisão ou plataformas on demand, cálculos sobre os valores das emissões segundo os regulamentos de distribuição que cada sociedade pode ter, a gestão dos pagamentos, relatórios e estadísticas, e os diversos indicadores que AVSYS pode expressar para, por exemplo, certificar normas ISO. AVSYS “foi desenhado especialmente para gerir direitos de obras audiovisuais” e é escalável, isto é, na hora de uma nova função ser desenvolvida, imediatamente todos os usuários podem dispor dessa função no sistema. Por outro lado, AVSYS é um sistema de código aberto. Isso significa que as sociedades com pessoal técnico capacitado podem desenvolver funções próprias que também podem ser compartilhadas com o restante da comunidade.



Ao mesmo tempo, Di Napoli explicou a função dos módulos “Video Log” e “Matching Tool”. Video Log permite gravar de forma multiplexada uma grande quantidade de sinais de televisão analógica de maneira simultânea, registrando a imagem transmitida junto com a data, hora e nome do sinal, sendo fundamental para tarefas de verificação das emissões das obras audiovisuais. Por outro lado, Matching Tool é especializada no reconhecimento de obras, utilizando uma série de algoritmos para identificar, dentro das listagens de reproduções de emissões, obras administradas pela sociedade usuária. Para isso, a ferramenta cruza os dados ingressados pelo fornecedor com os dados dos códigos internacionais disponíveis pelas plataformas. Esses dados (título original, nome dos Autores, ano de produção, intérpretes, etecetera) podem, ou não, estar disponíveis, dependendo do país e da plataforma.


O módulo de declaração de obras online de AVSYS permite realizar, de maneira simples e em poucos passos, um sitio completo de declaração de Obras Audiovisuais. Para isso, o módulo possui modelos predeterminados, que podem se ajustar a cada sociedade, de acordo com as necessidades da sua região. Do mesmo modo, o sistema permite subir arquivos de texto de maneira bem simples, mas também possibilita a carga de web services para integrar outros sistemas com a base de dados da AVACI. Em pouco tempo, teremos uma versão para celulares, chamada AVSYS Mobile.


Di Napoli apresentou também a AVACI Data Base, base de dados internacional com registros de Diretores, Roteiristas e Produtores de Obras Audiovisuais: “inclui informações das Obras, dos Autores e das sociedades de gestão coletiva que representam eles. Seu principal objetivo é simplificar a troca de repertórios entre sociedades de gestão coletiva”.


A demonstração ao vivo superou cada um desses passos, desde o início de sessão, a seleção do idioma e o cadastramento até como realizar a declaração de uma obra, ver a caixa onde as obras são recebidas e classificá-la por estados, e personalizar o sistema para que o usuário filtre e veja aquilo de seu interesse, estabelecendo as prioridades segundo suas necessidades. Ao mesmo tempo, demostrou como é o manuseio da base de dados e como esta permite ver as obras registradas de um Autor ou de uma sociedade, suas referências de contato e as sociedades que representam ele; bem como filtrar segundo dezenas de categorias, como data de nascimento ou de falecimento, número de cadastro, profissão, país, nome que figura no IMDb, pseudônimos, etecetera.



A criação deste sistema operacional e sua distribuição internacional gratuita constituem uma contribuição histórica e fundamental para a gestão dos direitos dos Autores Audiovisuais.