top of page

A FESAAL realizará sua assembleia anual em Santiago do Chile


A Federação das Sociedades de Autores Audiovisuais Latino-Americanos (FESAAL) realizará sua assembleia anual nos dias 1, 2 e 3 de novembro na cidade de Santiago do Chile, tendo a sociedade local ATN como anfitriã do encontro.


Nesta ocasião serão recebidos os representantes de autores, diretores e roteiristas de toda a América Latina membros desta Federação, entre eles: a ARGENTORES e a DAC (Argentina); a GEDAR e a DBCA (Brasil); a DASC e a REDES (Colômbia); a AGADU (Uruguai); a CRIADORES Py (Paraguai); a DACAP (Peru); a EDAP (Panamá) e a SOGEM (México).


Vale ressaltar que a FESAAL decidiu realizar sua Assembleia Anual no Chile com o objetivo de apoiar as ações que a ATN realiza após a aprovação da lei Ricardo Larraín em 2016, que concede aos criadores audiovisuais seus direitos.

A Sociedade ATN está muito avançada nas negociações com os usuários, e vários deles já estão cumprindo os pagamentos, bem como arrecadando e distribuindo direitos autorais aos seus legítimos beneficiários, tanto nacionais como de sociedades estrangeiras com acordos recíprocos.


O Chile é um dos países que a FESAAL ajudou a ter uma lei própria de remuneração dos direitos audiovisuais de roteiristas e diretores, como aconteceu com a Argentina, o Uruguai, a Colômbia, o Panamá e em breve o Brasil, que em breve promulgará uma lei de remuneração em mídia digital, junto com outras iniciativas que ainda estão em fase de desenvolvimento e projeto como o Paraguai, o Peru e o Equador.


O Secretário Geral da FESAAL, o diretor e roteirista argentino Horacio Maldonado (DAC) destacou que “este encontro é muito importante porque mantém toda a região latino-americana unida às sociedades de gestão coletiva de autores, roteiristas e diretores audiovisuais marcando um caminho que tem sempre como objetivo final a possibilidade de promulgar leis sobre o direito à remuneração que nos permitam melhorar a profissão e a vida dos nossos criadores audiovisuais.”

Ao mesmo tempo, acrescentou que “em toda a região há uma melhoria muito grande nos rendimentos dos criadores audiovisuais em países que têm pleno vigor deste direito e realizam a sua percepção e distribuição. “O objetivo é, além deste encontro, planejar ações futuras para a criação e fortalecimento de novas sociedades gestoras em toda a região latino-americana”.


Daniella Castagno, Presidente da Sociedade de Diretores, Roteiristas e Dramaturgos Audiovisuais do Chile (ATN), disse que “o status de anfitrião constitui uma honra para a ATN, pois nos permite receber as delegações dos países que compõem esta associação audiovisual da América Latina, que se tornou uma verdadeira família."

O responsável da entidade chilena disse que “este encontro é fundamental para nós, pois nos fortalece em cada um dos territórios e ao mesmo tempo nos permite, por meio desta união, construir redes cada vez melhores de proteção aos autores, para podermos compartilhar com sociedades irmãs, aprofundar a gestão de direitos autorais e garantir que os autores sejam cada vez mais valorizados em nosso território.”


Por fim, Daniella Castagno afirmou que “é muito importante que os autores se envolvam na proteção dos seus direitos, pois hoje existem sociedades emergentes que ainda não têm essa visão de qual é a missão dos direitos autorais para os seus próprios autores. Além disso, achamos essencial ter uma sessão de trabalho, para nos dar tempo de refletir sobre o lugar ocupado pelo valioso trabalho de nossas diretoras, roteiristas, escritoras e, em geral, das mulheres latino-americanas, que representam nossas organizações.”

Σχόλια


bottom of page